sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

# Resenhas

Meus óculos

Irmãos a paz do Senhor!!

Quero falar um pouco sobre óculos. Uso desde os 12 anos de idade, quando descobri que tinha miopia e astigmatismo, sempre odiei. Já tentei usar as lentes de contato, a primeiras foram as rígidas, uma verdadeira tortura, como se o tempo todo você andasse com um cisco dentro dos olhos e depois as gelatinosas, essas sim, uma maravilha, mas a manutenção relativamente cara. O jeito foi voltar para meus óculos e me conformar com eles.




Primeiramente eu quero falar sobre as Óticas do povo, não sei se existe na cidade de vocês, mas em Contagem, onde eu compro, tem uma loja na Avenida João César de Oliveira, que é uma avenida comercial, e uma vendedora chamada Elisângela, que eu posso dizer pra vocês, é a melhor vendedora que eu conheço, educada, carinhosa, meiga, habilidosa, uma top vendedora. Comprem com ela e não irão se arrepender. Essa é minha ótica preferida.



Aqui estão minha belezuras, eu tinha bem mais, mas fiz doações e tive outros que não sobreviveram ao tempo.


Esse é meu Pierre Cardin modelo parafusado, esse foi o segundo óculos parafusado que comprei, lindo e super discreto, lentes de policarbonato e com antirreflexo. Hoje eu não compraria mais um modelo parafusado, são pouco resistentes e essa armação tem algumas partes que descascaram, o que me deixou bem chateada.


As lentes em policarbonato ficam mais grossas, mas na época eu ainda não conhecia as Crisalys, que ficam um pouco mais finas e são minhas preferidas com certeza.

Como esses óculos eram muito frágeis eu revesava com esse modelo marrom da Tortuga, com lentes de resina, bem simples mesmo. Acho ele muito charmoso. O modelo é um dos menores que já tive.



Esse é o óculos que eu uso atualmente, comprei por causa da modinha que estava na época e acabei me arrependendo uma semana depois. Isso já tem dois anos. Fiz o óculos com lente de resina, sem antirreflexo e pra completar eu não me senti legal com ele depois da compra mas, já tinha gastado 532 dinheiros e não tinha como voltar atrás. 



O que eu menos gosto nesses óculos são essas pontas nas laterais, ficam enormes no rosto, não sei onde estava com a cabeça. Esse óculos me deixou uma boa lição: não compre algo só por que está na moda. 



Óculos de Sol


Esse é o único óculos grande que eu tenho e confesso que não faz meu estilo. É muito bonito, mas não vale nada. Eu usei pouco esse óculos e em pouco tempo as hastes quebraram "as duas". Achei um tremendo absurdo fabricarem um óculos tão fraco assim. Um dos piores óculos que já tive.


Acho lindíssimo esse detalhe vermelho.




Meu queridinho

Esse é meu óculos de sol, do jeito que eu gosto, pequeno e discreto e tem grau. Foi um presente de mamis.




E essa armação eu ganhei de mamis essa semana, ela usava com lentes escuras e está muito bem conservada. Como eu vou comprar um óculos com fio de nylon, que não é muito resistente, vou precisar de um mais robusto para o dia o dia, quem tem filhos sabe como é, eles arrancam nossos óculos, jogam no chão, pulam na gente quando estamos sentados ou deitados, Então meu óculos novo vai ser para passeio e esse vou usar no dia a dia. Eu amei essa armação, principalmente a cor e o detalhe mais claro na parte de baixo da armação.

  


Se você precisa de óculos, não deixe de usar porque isso só prejudica suas vistas cada dia mais.
Deus abençoe vocês e até mais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga @aninhamacario_vidacrista